24 de Fevereiro de 2021 -
 
14/02/2021 - 09h40
Ações de órgãos policiais acabam com duas aglomerações em Dourados
As operações foram realizadas na madrugada de sábado e domingo em regiões diferentes
Por Adriano Moretto/Osvaldo Duarte
Douradosnews/Agoranews/Fotos: Osvaldo Duarte

As operações foram na madrugada de sábado e domingo, realizadas pela Guarda Municipal em conjunto com as polícias Civil e Militar, fiscais da Infância e Juventude, Conselho Tutelar, Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) e procuradoria-Geral do Município. 

O primeiro fecha foi nas próximidades do bairro Canaã I na região norte de Dourados no bairro Monte Sião, onde terminou com 60 pessoas encaminhadas à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário). Ao longo da madrugada foram apreendidos quatro carros, 12 motos e um caminhão tanque. Entre o grupo de pessoas, 17 são menores de idade. 

Todos foram ouvidos e depois liberados, mas poderão responder por perturbação do sossego e descumprimento de medidas sanitárias por conta da pandemia do coronavírus.

Além da aglomeração, todos 'furaram' o toque de recolher, que em Dourados ocorre entre 22h e 5h.

Na madrugada de domingo 

Já na madrguada de sábado para domingo,m outra ação dos órgãos policias e fiscalizadores se depararam com outras aglomeração. Desta vez nas proximidades do bairro Deoclécio Artuzi na região sul de Dourados no loteamento Greenville, onde quatro pessoas foram presas em flagrante por embriaguez ao volante e dois mandados de prisão contra foragidos da Justiça foram cumpridos.

Nesta ação foram detidas e levadas para a Depac, mais 90 pessoas entre adultos e adolescentes. “Essas operações foram muito bem sucedidas, fizemos um planejamento durante toda a semana para elas acontecerem. A Guarda vai continuar sim fazendo operações conjuntas até porque eles estão organizados”, explicou o Dourados News a comandante da Guarda Municipal, Liliane Graziele Cespedes de Souza Nascimento.

A comandante da Guarda de Dourados reforçou ainda que é preciso que a população siga encaminhando denúncias para que a corporação tenha mais informações e possa seguir com as fiscalizações e o combate às irregularidades.

“O trabalho precisa do apoio da comunidade sim, ligando no 199 ou 153 para denunciar. Isso é fundamental para que, assim que possível, a gente possa atender com uma fiscalização e combater essas festas clandestinas”, finalizou Graziele.

publicidade
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
© 2013 - AgoraNews.com.br - Todos os Direitos Reservados

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme legislação vigente.