25 de Setembro de 2018 -
 
07/09/2018 - 15h00
Após cirurgia complicada, Bolsonaro é transferido para o hospital Albert Einstein em São Paulo
Redação
G1.Globo/Vídeo: Youtube
Jair Bolsonaro na UTI da Santa Casa em Juiz de Fora/MG

O presidenciável Jair Bolonaro (PSL), foi tranaferido na manhã desta sexta-feira (07/09) para o hospital Albert Einstein, em São Paulo. Vítima de esfaqueamento na tarde de quinta-feira (06/09), Bolsonaro foi operado na Santa Casa juiz-fora na onde recebeu transfusão de sangue e os primeiros cuidados para que não viesse a falecer em decorrência do ataque sofrido. Após passar por uma cirurgia muito complicada, pois a hemorragia onde causou o ferimento estava muito intensa,  o golpe de faca atingiu fígado e parte do intestino grosso de Jair, onde a pressão do paciente chegou á 10x3. 

TRANSFERÊNCIA

Uma ambulância saiu por volta das 8h25 desta sexta-feira da Santa Casa em direção ao Aeroporto de Serrinha, em Juiz de Fora. A aeronave que transportou Bolsonaro até São Paulo decolou por volta das 9h.

O candidato está "extremamente estável", não há risco para a transferência, segundo informações médicas. Por isso, a família de Bolsonaro decidiu sobre a transferência.

A cúpula do Einstein considerou que a transferência correu bem. Os principais riscos que serão monitorados são pneumonia (pois o candidato ficou muito tempo em choque e perdeu cerca de 2 litros de sangue) e infecção (por causa do vazamento de massa fecal na cavidade abdominal).

Em um vídeo gravado no hospital e divulgado pelo site O Antagonista e nas redes sociais pelo senador Magno Malta (PR), Bolsonaro diz que nunca fez mal a ninguém e que se preparava para os riscos da campanha eleitoral.

"Até o momento, Deus quis assim. Eu me preparava para um momento como esse porque você corre riscos. Mas, de vez em quando, a gente duvida, né! Será que o ser humano é tão mau assim? Nunca fiz mal a ninguém".

ASSISTA O VÍDEO:

Recuperação

Jair Bolsonaro não deverá receber alta hospitalar antes de "uma semana ou 10 dias", disse em coletiva de imprensa na noite desta quinta-feira (6) o médico Luiz Henrique Borsato, da Santa Casa de Juiz de Fora, um dos profissionais que operaram o candidato. Ele ressaltou que o prazo é uma estimativa e que tudo dependerá da evolução do quadro de Bolsonaro.

O candidato era carregado nos ombros por apoiadores quando um homem se aproximou e o atingiu na barriga. "As lesões internas foram graves e colocaram em risco a vida do paciente", disse Borsato.

Bolsonaro chegou ao hospital por volta das 15h40 perdendo muito sangue por causa do ferimento e foi submetido a uma cirurgia de urgência chamada laparotomia exploradora. No procedimento, o abdômen é aberto para que a cirurgia possa corrigir as lesões.

VÍDEO DA TRANFERÊNCIA 01

VÍDEO DA TRANFERÊMNCIA 02

publicidade
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
© 2013 - AgoraNews.com.br - Todos os Direitos Reservados

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme legislação vigente.
Desenvolvido por:
Ribero Design
(67) 9979-5354