18 de Setembro de 2019 -
 
30/08/2019 - 19h20
Julgamento de vereador acaba em prisão de outros dois em Dourados 'VEJA O VÍDEO'
Os vereadores foram presos por quebra de cautela que ainda estava em vigor
Redação
Agora News/Vídeo: Direto das ruas
Presidente da Câmara recebendo os
mandados da promotora de justiça. 

Era por volta das 18h quando delegado e agentes da polícia civil de Dourados acompanhado por ma promotora de justiça chegaram na Câmara Municipal de Dourados com mandados de prisão e afastamento do vereadores Cirilo Ramão (MDB) e Pedro Pepa (DEM)

No momento das prisões estava ocorrendo a sessão especial de julgamento do vereador Junior Rodrigues (PL). Os dois foram levados para o 1º Distrito Policial de Dourados. Os mandados de "Prisão Preventiva" foram assinados pelo juiz da 1ª Vara Criminal da Comarca de Dourados.

Eles haviam sido conduzidos aos cargos no último dia 19 de agosto, oito meses depois de serem presos acusados de corrupção e afastados pela Justiça, por supostos crimes apurados na Operação Cifra Negra. 

A ação policial nesta tarde foi conduzida pela promotora Fabrícia Barbosa Lima, que afirmou que uma nota será divulgada em breve pelo Ministério Público Estadual, esclarecendo os motivos da nova prisão.

Motivos

Segundo o que foi apurado pela nossa reportagem, o motivo principal foi a "Quebra de Cautela" por parte dos vereadores na justiça criminal, onde os vereadores que foram presos em dezembro de 2018 ainda estão sob medida cautelar e estariam proibidos de se falar entre si, não sair de casa após um horário determinado e nem adentrarem ao prédio da câmara de Dourados, mesmo sendo absolvidos pelos vereadores da casa de leis, pois esta cautela assinada pelo juiz da época ainda estava em vigor. 

VEJA VÍDEO:

publicidade
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
© 2013 - AgoraNews.com.br - Todos os Direitos Reservados

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme legislação vigente.