21 de Maio de 2022 -
 
10/05/2022 - 16h10
Promotor Paraguaio combatente do crime organizado é executado na Colômbia em plena lua de mel
Segundo informações preliminares, ele estava em uma praia onde é possível chegar apenas de barco e os executores teriam chegado de jetski no local
Redação
Agora News

Chefe da força-tarefa contra o crime organizado que domina o Paraguai, especialmente a fronteira com Mato Grosso do Sul, o promotor de Justiça Marcelo Pecci foi executado nesta terça-feira (09/05) em Cartagena das Índias, na Colômbia.

Ele passava a lua de mel com a esposa, a jornalista Claudia Aguilera, na praia privativa de um hotel da costa caribenha colombiana e foi morto por pistoleiros na frente da mulher.

Alto funcionário do Estado paraguaio responsável por centenas de prisões e apreensões de drogas e de dinheiro, Pecci estava sem segurança e nem mesmo a polícia da Colômbia sabia de sua presença naquele país.

Marcelo Pecci e Claudia Aguilera se casaram no dia 30 de abril em Asunción e há três dias estavam em Cartagena das Índias. Minutos antes do assassinato, a jornalista postou foto em suas redes sociais para anunciar que está grávida.

“O melhor presente de casamento é a vida aproximando-se do testemunho mais lindo do amor”, escreveu junto com a foto mostrando par de sapatinhos de bebê sobre a areia e o casal ao fundo.

 

publicidade
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
© 2013 - AgoraNews.com.br - Todos os Direitos Reservados

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme legislação vigente.