14 de Dezembro de 2018 -
 
12/03/2018 - 06h10
Cardiologista passou mal antes de morrer e se feriu na queda, diz polícia
Morte aconteceu por volta das 20h deste domingo, na casa de massagem e sauna Espaço Relax
Adriano Fernandes, Ângela Kempfer e Marta Ferreira
Campograndenews/Agoranews

O médico cardiologista e ex-diretor do Hospital Universitário, José Carlos Dorsa Vieira Pontes, foi encontrado morto, neste domingo (11) em Campo Grande. Ainda não há informações sobre as circunstâncias da morte.

O corpo, que estava uma sauna na região central, não teria sinais de violência, apenas um corte no supersilio devido a queda ao cair após supostamente ter passado mal. Dorsa era formado pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), onde se graduou em 1989, dava aulas na universidade e, quando ocupou cargo de direção no HU, envolveu-se em um escândalo. 

A informação da morte dele foi confirmada pelo delegado plantonista da Policia Civíl, Gomides Ferreira Dos Santos Neto, sem detalhamento. Na casa do médico, quem atendeu o interfone não quis conversar com a reportagem. 

Dorsa era um dos envolvidos na “Máfia do Cancêr”, esquema investigado pela Polícia Federal e que envolvia crimes de improbidade administrativa no setor médico, dentre outras irregularidades. 

O médico era um dos pivôs da Máfia do Câncer. (Foto: André Bittar)

 

publicidade
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
© 2013 - AgoraNews.com.br - Todos os Direitos Reservados

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme legislação vigente.
Desenvolvido por:
Ribero Design
(67) 9979-5354