16 de Dezembro de 2019 -
 
20/11/2019 - 20h00
Decisão do TRE autoriza Jamilson Name a sair do PDT por 'justa causa'
Parlamentar tem relação conturbada com o presidente da legenda, o deputado federal Dagoberto Nogueira
Marta Ferreira
Campograndenews/Agoranews
O deputado estadual Jamilson Name, eleito pela primeira
vez em 2018. (Foto: Arquivo)

O deputado estadual Jamilson Name, eleito em 2018 para o primeiro mandato, conseguiu decisão no TRE (Tribunal Regional Eleitora) de Mato Grosso do Sul para sair da legenda por "justa causa", única forma legal de trocar de partido sem perder o mandato.

O despacho dos juízes do TRE é segunda-feira (18) e atende a pedido movido pelos advogados do parlamentar, sob a alegação de que ele sofreu “grave discriminação” na agremiação partidária.

Não é de hoje que Jamilson tem relação tumultuada com o presidente do PDT, o deputado federal Dagoberto Nogueira. Na ação, ele diz que a direção nacional sabia do relacionamento conturbado e nada fez, principalmente depois da divulgação de carta, em maio deste ano, na qual Dagoberto defende a desfiliação do colega de partido.

À época, os dois trocaram farpas, mas diante da legislação sobre fidelidade partidária, que em resumo diz que o mandato é da legenda, Jamilson não fez mudanças.

Em junho, ele entrou com a ação no Tribunal e agora veio o resultado. Relatado pelo desembargador Divoncir Schreiner Maran, o processo teve votação favorável de seis juízes responsáveis.

Ao Campo Grande News, o deputado disse ter convites de pelo menos quatro legendas. Citou MDB, PSDB, PP e PSD. Afirmou não ter definido ainda seu futuro e a reafirmou que a saída da legenda tem a ver com o relacionamento difícil com o presidente da legenda. Além da carta, principal motivo, citou vídeo com ofensas de Dagoberto. 

Sem Jamilson, o PDT perde sua representação na Assembleia Legislativa. A reportagem tentou falar com Dagoberto Nogueira, em Brasília, e a informação é de que ele estava em reunião e não poderia atender. Como a decisão é no Tribunal Regional Eleitoral, ainda cabe discussão no Tribunal Superior Eleitoral.

Jamilson Name teve 33,8 mil votos para eleger-se a uma das 24 vagas da Assembleia Legislativa na campanha do ano passado. 

publicidade
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
© 2013 - AgoraNews.com.br - Todos os Direitos Reservados

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme legislação vigente.