22 de Julho de 2019 -
 
06/05/2019 - 13h15
Deputados vão debater impacto ambiental no Parque dos Poderes
Assessoria/ALMS
Agora News
Audiência vai ocorrer no plenário da Assembleia, na
semana que vem (Foto: Assessoria/ALMS)

Após a polêmica sobre o pedido de desmatamento de 3,3 hectares no Parque dos Poderes, além do assoreamento do lago do Parque das Nações Indígena, os deputados resolveram promover uma audiência pública, para tratar do tema e assim ouvir autoridades e especialistas sobre o assunto.

O evento foi marcado para o dia 14 de maio, a partir das 19, no plenário da Assembleia. O tema será os “Impactos Ambientais no Complexo do Parque dos Poderes". A ideia surgiu após apelo de artistas, ambientalistas que defendem a preservação no local, sendo uma oportunidade de ouvir o poder público.

“Precisamos urgentemente discutir mecanismos que garantam a preservação deste espaço natural que se encontra dentro de Campo Grande. Este debate é um instrumento político para que se possa discutir que tipos de ações podem ser promovidas”, disse o deputado Felipe Orro (PSDB), quem propôs a audiência.

Solicitação

O pedido de desmatamento, no Parque dos Poderes, foi feito em novembro de 2018, para área de 3,3 hectares a ser destinada para nova sede da Sefaz (Secretaria Estadual de Fazenda). A solicitação foi feita com base em lei estadual, aprovada em julho do ano passado.

“O que houve foi um ordenamento jurídico, com lei aprovada na Assembleia que estabelece quais locais possíveis de supressão para instalação de órgãos públicos”, justificou o secretário estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento, Jaime Verruck.

Nesta lei estadual estabeleceu sete áreas no Parque que seriam usadas para atender Corpo de Bombeiros, Defensoria Pública, Tribunal de Justiça, Procuradoria-Geral do Estado, Polícia Civil, Prefeitura do Parque e Batalhão de Choque.

 

publicidade
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
© 2013 - AgoraNews.com.br - Todos os Direitos Reservados

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme legislação vigente.