22 de Outubro de 2017 -
 
07/10/2017 - 07h14
Por agilidade, viaturas do Samu ficarão em pontos estratégicos de Dourados
Estatísticas de nove meses apontaram melhores locais para que ambulâncias possam ser mais rápidas nos deslocamentos para atendimentos
André Bento
94 FM/Agoranews

A partir da próxima quinta-feira (12) o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) vai deixar ambulâncias em pontos estratégicos das ruas de Dourados. Com base em estudos estatísticos elaborados durante nove meses, a coordenação decidiu lançar o Projeto Start para dar ainda mais agilidade nos atendimentos a vítimas em estado grave.

Coordenador local do Samu, o médico Jony Alisson Bispo de Santana explica que o projeto piloto terá a distribuição de duas viaturas das 16h às 19h. "O primeiro ponto é em frente ao shopping, onde há um recuo no canteiro central da Avenida Marcelino Pires. E o outro é em um posto de combustíveis na frente do estádio da Leda, na Avenida Weimar Gonçalves Torres", detalha.

TEMPO DE RESPOSTA

Santana afirma que a distribuição dessas viaturas será feita com base em dados estatísticos apurados desde o dia 1º de janeiro deste ano. Foram nove meses de análise das ocorrências atendidas na cidade até a definição dos melhores pontos para que o tempo de resposta dos atendimentos possa ser cada vez menor.

"Objetivo é chegar no menor tempo possível no acidente e dar cobertura a toda cidade. Precisamos também que a população entenda que isso é para casos graves. Não é lugar para consultas, aferição de pressão arterial. Esse projeto vem no objetivo de a gente tentar ser mais ágil no caso grave, seja ele clínico ou traumático, mas a nossa ênfase é na rua, acidente", ressalta o médico.

TRÂNSITO RUIM

Segundo ele, a média de deslocamento das viaturas do Samu da base, na Rua Hayel Bon Faker, número 3720, até o local onde está a vítima, é de 10 a 15 minutos. "O trânsito de Dourados não facilita", opina, lembrando casos em que condutores não dão passagem para as ambulâncias pela faixa da esquerda, como estabelece o CTB (Código de Trânsito Brasileiro).

"Nossa própria educação de trânsito com radares nos impede de ultrapassar. Mesmo com todos os sinais da viatura nós recebemos a multa e depois temos que nos justificar", revela o coordenador do Samu em Dourados.

COBERTURA LOGÍSTICA

O médico lembra que a ênfase de atendimentos do Samu é traumática, mas atualmente as ocorrências incluem também casos clínicos, desde infarto até doenças neurológicas. "Esse projeto vem no objetivo de a gente tentar o caso grave, seja ele clínico ou traumático, mas a ênfase é na rua, acidente", destaca.

No projeto piloto, as viaturas ficarão nos dois pontos estratégicos das 16h às 19h de quinta a sábado. Mas a intenção num segundo momento é ampliar essa cobertura, também nos horários compreendidos entre 11h e 13h.

"Os pontos já foram apurados com base nos estudos dos nove meses de gestão", comenta o médico, que assumiu a coordenação local do Samu no dia 1º de janeiro deste ano. "Vamos dar uma cobertura logística a toda a cidade".

publicidade
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
© 2013 - AgoraNews.com.br - Todos os Direitos Reservados

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme legislação vigente.
Desenvolvido por:
Ribero Design
(67) 9979-5354