25 de Setembro de 2021 -
 
03/09/2021 - 09h10
Prefeitura consegue autorização para buscar recursos internacionais e transformar a cidade
Projeto para pleitear valores em Banco de Desenvolvimento foi aprovado na Câmara de Vereadores
Assecom
Agora News

Considerada a maior proposta de investimento da história do município de Dourados, com 35 frentes de novas obras e intervenções urbana, o projeto de investimento com recursos internacionais foi aprovado na sessão desta quinta-feira (2), na Câmara de Vereadores.

A proposta busca novos investimentos com recursos internacionais por meio do financiamento junto ao Fonplata (Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata) no valor de até 40 milhões de dólares com mais R$ 10 milhões de contrapartida do município, totalizando 50 milhões de dólares de investimentos na cidade.

O Fonplata é um Banco Multilateral de Desenvolvimento formado por cinco países: Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai e Uruguai, cuja principal missão é apoiar a integração dos países-membros para consolidar um desenvolvimento harmônico e inclusivo, mediante operações de crédito e recursos não reembolsáveis do setor público.

As propostas do programa estão divididas em investimentos nas áreas: Saneamento Urbano, Meio Ambiente, Mobilidade e Desenvolvimento Urbano, Infraestrutura Administrativa e Fortalecimento Institucional. A importância desse investimento coloca o município em outro patamar de crescimento e sustentabilidade municipal.

“Queremos dar um salto na qualidade estrutural e também de preservação ambiental da cidade com o Programa de Desenvolvimento de Dourados. Esse investimento internacional só será viabilizado graças ao trabalho de base dos últimos 8 meses em que o município conseguiu recuperar o nome e a credibilidade no mercado por meio do Capag”, destaca o prefeito Alan Guedes.

Em abril, a prefeitura conquistou Nota A na Capag (Capacidade de Pagamento), avaliação realizada pelo Tesouro Nacional. Antes, a Prefeitura era classificada com nota C desde 2018, porém, em apenas um trimestre, a situação foi revertida e, agora, Dourados passou a ter mais credibilidade no mercado.

Esta análise leva em consideração os indicadores: Endividamento, Poupança Corrente e Liquidez. Em linhas gerais, é como se a cidade tivesse saído do “Serasa” das prefeituras. A partir do estudo da receita e despesa corrente, a CAPAG é responsável por avalizar a situação fiscal dos Estados e Municípios que pleiteiam contrair empréstimos com a garantia da União.

“A aprovação do projeto pelos vereadores mostra que a Prefeitura de Dourados está no caminho certo. A Câmara teve sensibilidade e entendeu a importância dos recursos para o município. Agora faltam trâmites bancários, mas temos a confiança de que, em breve, Dourados estará pronta para experimentar uma nova realidade de investimentos que vai mudar a cidade de patamar no quesito qualidade de vida”, disse o secretário de Governo e Gestão Estratégica, Henrique Sartori.

publicidade
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
© 2013 - AgoraNews.com.br - Todos os Direitos Reservados

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme legislação vigente.