21 de Fevereiro de 2019 -
 
06/02/2019 - 08h40
Desde que 2019 começou, Detran-MS já contabiliza 67 acidentes com 5 mortes em Dourados
Quatro pessoas que estavam em motocicletas e teriam sido atingidas por veículos pesados, como caminhões e carretas, morreram nos oito dias recentes
André Bento
94FM/Agoranews
Motociclistas têm sido principais vítimas
de acidentes de trânsito em
Dourados - (Foto: 94FM/Arquivo)

Desde o início do ano, Dourados já contabiliza 67 acidentes de trânsito, conforme números que constam no banco de dados atualizado pelo Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul). Conforme já revelado pela 94FM, num intervalo de oito dias entre o final de janeiro e início de fevereiro, quatro pessoas morreram. Todas as vítimas fatais estavam em motocicletas e foram atingidas por veículos pesados, como caminhões e carretas. 

De acordo com as estatísticas do Detran em Números, 39 acidentes não tiveram vítimas, 27 deixaram feridos e apenas um resultou em óbito. Isso porque, dos casos fatais apurados neste ano, em apenas um deles os envolvidos morreram antes que o socorro chegasse. Em outros dois casos, houve resgate e encaminhamento ao Hospital da Vida, onde as mortes ocorreram.

O Detran revela ainda que 64 dos acidentes de trânsito registrados em Dourados neste ano ocorreram no perímetro urbano. Outros três foram na zona rural. A maior parte, 28, diz respeito às colisões transversais, quando um veículo atinge a lateral de outro. 16 foram colisões laterais, 11 colisões traseiras, e 4 colisões frontais. Houve ainda dois engavetamentos, dois tombamentos, um atropelamento de pedestre, uma queda de pessoa, um choque (Batida em um veículo parado ou outro objeto fixo na via, como poste e árvore, por exemplo), e outra ocorrência não especificada.

Com uma frota de 150.979 veículos, a maior parte (117.624) de passageiros, seguida por de carga (19.338), Dourados teve números crescentes de acidentes nos dois anos recentes. Foram 578 em 2017 e 797 em 2018, segundo o Detran-MS. Em 2019, até agora foram 720 ocorrências em todo o Estado, a maioria, 467, em Campo Grande. Terceiro colocado nesse ranking estadual, Três Lagoas contabiliza 41 casos neste ano.

MORTES

No mais recente caso de acidente com vítima fatal, ocorrido na manhã desta segunda-feira (4), Laercio Luiz de Oliveira, de 57 anos, que estava pilotando a moto, e sua esposa, Dirce Fernandes da Silva, de 52 anos, morreram na BR-463, perto do trevo que dá aceso ao município de Laguna Carapã. 

O casal morava no Jardim Guaicurus, em Dourados, e teria sido atingido por uma carreta antes de perder o controle e colidir violentamente contra o guardrail que fica na lateral da pista. Esse acidente é investigado.

Casal morreu em acidente na BR-463 nesta segunda-feira, em
Dourados - (Foto: Sidnei Bronka)

Na sexta-feira (1), Jhonatan Nunes de Oliveira, de 25 anos, morreu Hospital da Vida depois de sofrer acidente na Avenida Marcelino Pires. Segundo o boletim de ocorrência, por volta das 15h, ele pilotava uma Moto Honda/Titan 125 Fan, cor preta, placa OOO-0312 de Campo Grande, quando nas proximidades da Vila Guarani, bateu no Volvo/260, branco, placa de Dourados, conduzido por Aldo de Jesus.

Jhonatan, com ferimentos na cabeça foi socorrido pelo Corpo de Bombeiro ao Hospital da Vida. Depois do atendimento emergencial, permaneceu internado em estado grave, e por volta da 17h25, devido aos ferimentos, acabou falecendo. As autoridades policiais informaram que câmeras de monitoramento instaladas próximo ao local do acidente flagraram quando o caminhão saiu da faixa da direita para esquerda, por onde trafegava o motociclista, sem sinalizar. 

Antes dessas três mortes, outro acidente fatal já havia sido registrado em Dourados no dia 28 de janeiro. Na ocasião, Nair Ferreira dos Santos, de 43 anos, morreu após ser socorrida e encaminhada ao Hospital da Vida em estado gravíssimo.

A 94FM apurou que ela seguida de moto pela Rua Coronel Ponciano quando, no cruzamento com a Rua Joaquim Teixeira Alves, o motorista de um caminhão, de 28 anos, virou à direita e atingiu a motociclista. Residente no Jardim Guaicurus, Nair foi parar embaixo do caminhão com graves lesões na cabeça. Mesmo socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) em estado gravíssimo, ela não resistiu aos ferimentos e morreu.

Quinta morte não registrada

Outra morte que ainda não foi registrada, ocorreu na noite desta terça-feira (05/02) em Dourados. Desta vez o acidente foi na BR 163 próximo ao trevo da bandeira, onde um motociclista atropelou um pedestre. O pedreiro Antônio da Fonseca, 57 anos, morreu após ser atropelado por uma motocicleta Titan de cor preta que era pilotada por Weverton Morelli da Cruz, 22 anos, que sofreu diversos ferimentos e foi encaminhado em estado grave para o Hospital da Vida.

Segundo apurado, a vítima tentou atravessar a rodovia e foi colhido pela motocicleta. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas ao chegar no local, Antônio já não apresentava sinais vitais.  A Polícia Rodoviária Federal, Perícia Técnica e Polícia Civil estiveram no local. Antônio morava com as irmãs no município.  

A vítima fatal, Antonio era morador no bairro Deoclécio Artuzi - Foto: Osvaldo Duarte.
publicidade
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
© 2013 - AgoraNews.com.br - Todos os Direitos Reservados

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme legislação vigente.
Desenvolvido por:
Ribero Design
(67) 9979-5354