11 de Dezembro de 2018 -
 
30/11/2018 - 13h15
Fraudes em hospital causaram prejuízos de R$ 3 milhões
Por Adriano Moretto
Douradosnews/Agoranews
Policiais do Gaeco estiveram no Hospital Regional da
Capital - Crédito: Henrique Kawaminami/CGNews

Operação Reagente desencadeada nesta sexta-feira (30/11) aponta que nos últimos anos, fraudes causaram prejuízos de pelo menos R$ 3 milhões ao Hospital Regional de Campo Grande, conforme o Ministério Público Estadual.

Pela manhã, mandados de prisão e busca e apreensão foram cumpridos pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) e Gecoc (Grupo Especial de Combate à Corrupção).

As ações ocorrem na Capital e nos municípios de Ribeirão Preto (SP) e São Paulo (SP). São três ordens de prisão e outras 14 de busca e apreensão nessas cidades. 

Justiniano Barbosa Vavas, médico diretor-presidente do Hospital Regional foi levado para esclarecimentos. Ele acabou detido em flagrante em posse de arma de fogo. 

Segundo o Campo Grande News, Adriano César Augusto Ramires, gerente de laboratório da unidade hospitalar e o dono da Neoline (empresa de produtos hospitalares), Luiz Antônio Moreira, foram presos.

As investigações têm por fim apurar crimes de fraude em licitação, peculato, corrupção ativa e passiva e organização criminosa, tendo como fato a compra e locação de equipamentos e produtos hospitalares feitos pelo Hospital Regional Rosa Pedrossian, com envolvimento de empresas situadas na Capital e no Estado de São Paulo.

Participam da operação os Promotores de Justiça do Gaeco de Mato Grosso do Sul e São Paulo e Gecoc, além de 59 policiais militares do Gaeco e Batalhão de Choque, além de servidores do Ministério Público.

Operação reagente 

O nome da Operação tem relação com um dos materiais adquiridos fraudulentamente pelo Hospital Regional referente a reagentes químicos utilizados na realização de exames laboratoriais.

 

publicidade
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
© 2013 - AgoraNews.com.br - Todos os Direitos Reservados

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme legislação vigente.
Desenvolvido por:
Ribero Design
(67) 9979-5354