18 de Novembro de 2018 -
 
08/07/2018 - 15h45
Mais dez vereadores caem em investigação da farra das diárias; investigado alega erro técnico
Bruna Vasconcelos
Topmidianews/Agoranews
Câmara Municipal de Ladário - Foto: Arquivo

A Câmara Municipal de Ladário novamente está no alvo do Ministério Público Estadual. Um Inquérito Civil foi instaurado pela 5ª Promotoria de Justiça da Comarca de Corumbá com o objetivo de investigar denúncias referentes a irregularidades no recebimento de diárias pelos vereadores nos anos de 2014 e 2015.

Há 3 anos, outro processo civil foi instaurado, por improbidade administrativa, devido ao suposto recebimento de diárias que chegaram no valor de R$ 497.508,50. Na época, o promotor Luciano Conte relatou que cada 1 dos 10 parlamentares denunciados recebia a quantia de R$ 12 a R$ 30 mil por ano em viagens durante 2011 a 2013.

Desta vez, após representação do ex-vereador Romildo Ferreira da Silva, mais dez vereadores estão sendo investigados pela suposta farra em diárias nos anos 2014 e 2015. 

O atual presidente da Câmara Municipal, Fabio Peixoto, relatou ao TopMídiaNews que tem conhecimento da denúncia e que suas testemunhas já teriam sido intimadas para depor.

“Em novembro, as minhas atuas testemunhas, que são vereadores, foram notificados para depor. Eles acham que, na época, vereador não viajava, não por aqueles valores.”

O vereador também garantiu que foi apenas um erro de comprovação.

“O que aconteceu foi que o contador não enviou os comprovantes das viagens. Nosso percurso é de 500 km e os valores das diárias continuam os mesmos.”      

publicidade
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
© 2013 - AgoraNews.com.br - Todos os Direitos Reservados

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme legislação vigente.
Desenvolvido por:
Ribero Design
(67) 9979-5354