22 de Julho de 2019 -
 
12/05/2019 - 08h20
Mulher encontra morta com requinte de crueldade, Polícia prende autoras
Vítima foi morta pelo tribunal do crime, a mulher estava com uma corda enrolada no pescoço
Redação
Douradosnews/Agoranews

Na manhã da última sexta-feira, dia 10 de maio, o corpo de Rosimar Gomes de Souza da Cruz, 27 anos, foi encontrado jogado em uma mata próxima ao bairro Estrela Verá, periferia de Dourados. O cadáver estava com as mãos amarradas e com uma corda envolta no pescoço, além de diversos ferimentos que indicam que a vítima havia sido torturada antes de ser morta.

Durante diligências que apuravam o homicídio, policiais da Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira), chegaram a informação de duas residências no bairro Parque das Nações II, que poderiam estar abrigando algumas pessoas envolvidas no crime.

Realizada diligência nos locais, os policiais da Defron encontraram e prenderam em flagrante Fernanda Thais de Queiroz 28 anos, e Talita Moreira Agueiro 26 anos.

Aos policiais, as duas assumiram a participação no homicídio e afirmaram que Rosimar (vítima) foi até elas com intuito de comprar drogas e teria se passado por uma integrante da facção criminosa da qual as duas autoras pertencem. Posteriormente, as autoras teriam descoberto que a vítima, em verdade, pertencia a uma facção criminosa rival.

Após a descoberta, as autoras teriam levado a vítima para um barraco próximo a mata no bairro Estrela Verá, onde em contato e com apoio de outros membros da facção ainda não identificados, realizaram um “julgamento” onde ao final foi “decidido” pela morte da vítima.

Diante dos fatos, Fernanda e Talita foram presas e encaminhadas para a Delegacia do 2 ª Distrito Policial de Dourados, onde foram autuadas em flagrante por homicídio qualificado e posteriormente encaminhadas à uma das celas do 1º Distrito, onde permanece a disposição da justiça.

O caso

Uma mulher foi encontrada morta na manhã de sexta-feira (10/05), no bairro Estrela Verá, aos fundos do Jóquei Clube, com sinais de tortura.

Ela estava com uma corda enrolada no pescoço e com vários ferimentos de espancamento, inclusive, com o rosto desfigurado.

A vítima foi identificada como Rosimar Gomes de Souza da Cruz, de 27 anos, e seria moradora no Tocantins. 

Testemunhas relataram que viram a vítima saindo de uma casa na ‘favelinha’ por volta das 03h de hoje. Horário, que, provavelmente foi morta, de acordo com a polícia. 

A mulher tinha um mandado de prisão expedido pelo estado do Tocantins. De acordo com a polícia, ela seria ligada a uma facção criminosa e teria sido morta por um grupo rival.

publicidade
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
© 2013 - AgoraNews.com.br - Todos os Direitos Reservados

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme legislação vigente.