18 de Outubro de 2019 -
 
06/10/2019 - 09h00
Após receber prints de conversa, policial mata esposa e homem a tiros e foge
Redação
JPNEWS/Agoranews
PMA matou esposa na casa dos pais, em Paranaíba (Foto: JPNEws)

Após receber prints de conversa, o policial militar ambiental Lúcio Roberto Cabral, matou a esposa e um homem que supostamente seria amante da mulher. O crime ocorreu na noite deste sábado (05) na cidade de Paranaíba.

O duplo homicídio teria ocorrido por ciúmes e um suposto relacionamento extraconjugal entre as vítimas, identificadas como a esposa do autor, Regianni Araújo, e o corretor de imóveis Fernando Henrique Freitas.

Conforme o site JP News, o PMA Lucio teria recebido via celular capturas de tela de mensagens (prints) trocadas entre a mulher e o corretor de imóveis.

O policial teria vasculhado o celular de Regienni e não teria encontrado vestígios das conversas. Com isso foi atrás do corretor de imóveis, que também era casado. Fernando foi encontrando na residência da sogra.

O policial teria disparado um tiro no peito de Fernando, que tentou fugir, sendo atingido com outro disparo pelas costas. Após o primeiro assassinato, o PMA foi até a casa de seus pais, onde estava a esposa, e atirou contra a mulher que estava no sofá. O filho do casal presenciou o crime. O policial está foragido.

publicidade
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
© 2013 - AgoraNews.com.br - Todos os Direitos Reservados

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme legislação vigente.