27 de Setembro de 2020 -
 
25/08/2020 - 00h45
PSDB não entra em acordo e vice do DEM ainda não foi escolhido, Geraldo Salles se encaixa no perfil
Para a bolsa de apostas, Geraldo Sales cairia como uma luva no projeto de Barbosinha
Redação
Agora News
Foto ilustrativa- Arquivo.

Faltando poucos dias para o início  das convenções, o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), ainda não teve um consenso para escolher o nome para ser o vice do candidato do Democratas (DEM), José Carlos Barbosa, o Barbosinha que hoje é candidato do governo para disputar a prefeitura de Dourados, a segunda maior cidade do estado.

Uma reunião que aconteceu na manhã desta segunda-feira, (24/08), no diretório municipal, inclusive com a participação do Secretário de Saúde do estado, deputado licenciado Geraldo Resende, ainda não entraram em um acordo para a escolha de um nome que irá somar na chapa de Barbosinha como vice-prefeito, já que houve a desistência de dois fortes candidatos tucanos, os deputados Marçal Filho e o próprio Geraldo Resende que não deixou a Secretaria de Saúde do estado em tempo legal. 

O acordo após á desistência da candidatura tucana, é indicar o vice do DEM. Dentre os nomes que estão sendo sondados, aparece o do ex-deputado estadual e presidente do partido local, Valdenir Machado, do médico Jamal Haddad, dos vereadores Sérgio Nogueira e Silas Zanata e do pré-candidato a vereador Geraldo Sales.

Este, segundo fontes ligadas a cúpula estadual, seria o nome ideal para ser vice na chapa do Democrata Barbosinha, pois não teria rejeição, já testou as urnas, inclusive sendo candidato a prefeito na eleições extemporâneas em fevereiro de 2011 pelo então PSDC, hoje Democracia Cristã (DC). 

O mais cotado para o futuro cargo seria Valdenir Machado que inclusive no mês de julho colocou seu nome para adisputa da prefeitura, mas devido problemas de saúde acabou sendo preterido pelo partido. Já o nome do vereador Silas Zanatta teria motivos pessoais, pois alguns prés candidatos a vereador teriam interesse para ter o apoio do mesmo na eleição de vereador na área rural e na cidade.

Os nomes do médico Jamal Nasser Haddad e do também vereador Sérgio Nogueira, segundo o que foi apurado, não aceitaram o convite por motivos pessoais, Nogueira irá disputar a reeleição como vereador. Ainda segundo fontes, até a próxima sexta-feira (28/08), um nome tucano será escolhido para ser companheiro de chapa do Democrata douradense.

Nome Ideal

Um nome que aparece como opção e tem pouca rejeição dentro do ninho tucano, é do pré-candidato a vereador Geraldo Salles, este foi gerente da Fundação do Trabalhador de Dourados (FUNTRAB), realizando um trabalho ligado diretamente ao público, foi candidato por  diversas vezes a vereador em dourados em eleições passadas, sendo a última em 2016, onde obteve  1.103 votos, ficando suplente do partido PSDB. Nas eleições extemporâneas de 2011, Sales obteve quase 14% dos votos para prefeito de Dourados com 12.392 votos.

Para a bolsa de apostas eleitorais, Geraldo Sales cairia como uma luva no projeto de Barbosinha, pois é um político com prestígio dentro do partido em Dourados e também na cúpula estadual, tem um trânsito importante dentro dos sindicatos, pois foi presidente de sindicato por muitos anos e seria  um nome ideal, é muito popular nos bairros de Dourados e de pouca rejeição.

Até o próximo dia 31 de agosto, o PSDB, deve bater o martelo e escolher o nome que irá ser o candidato a vice prefeito do Democrata Barbosinha.  

 

 

 

 

publicidade
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
© 2013 - AgoraNews.com.br - Todos os Direitos Reservados

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme legislação vigente.