11 de Dezembro de 2018 -
 
12/04/2018 - 22h54
Na Argentina, São Paulo empata com o Rosario na estreia da Copa Sul-Americana
Com um jogador a menos em metade do jogo, Tricolor segura pressão argentina e chuta até bola no travessão
Redação
Globo Esporte

O JOGO

PRIMEIRO ROUND

O São Paulo empatou em 0 a 0 com o Rosario Central na noite desta quinta-feira, no Gigante de Arroyito, em Rosário, pela primeira fase da Copa Sul-Americana. Após a expulsão de Rodrigo Caio, o Tricolor jogou com um a menos dos 35 minutos do primeiro tempo até os 36 do segundo, quando Carrizo também recebeu o cartão vermelho. Na etapa final, Nenê acertou um chutaço de fora da área no travessão de Ledesma.

A VOLTA

O jogo decisivo contra o time argentino, no Morumbi, está marcado para o dia 9 de maio. Para avançar direto para a segunda fase, o São Paulo precisa vencer. Novo empate sem gols leva a decisão para os pênaltis; igualdade com gols favorece o adversário.

VERMELHOU!

Aos 35 minutos do primeiro tempo, Rodrigo Caio foi expulso. O zagueiro subiu para uma disputa de bola com Marco Rubén e acertou o atacante com o cotovelo, mas sem dar um golpe. O árbitro peruano Victor Hugo Carrillo viu um corte no rosto do jogador argentino e deu o cartão vermelho para o brasileiro, que saiu de campo sem entender a expulsão – assista abaixo. Aos 36 do segundo tempo, quem foi tirado de campo foi Carrizo, após receber o segundo amarelo por faltas.

PRIMEIRO TEMPO

Diego Aguirre preparou o São Paulo para tentar ter posse de bola e afastar a pressão do Rosario Central. Conseguiu em partes do primeiro tempo, mas sua estratégia teve de ser alterada primeiro com a lesão de Reinaldo, depois com a expulsão de Rodrigo Caio. Ainda assim, os donos da casa não criaram nenhuma grande chance. Na melhor do Tricolor, Ledesma espalmou chute de Nenê.

INJÚRIAS RACIAIS

No intervalo da partida, alguns torcedores do Rosario chamaram os do São Paulo de "macacos" e "bananas", além de cuspirem de cima para baixo, onde a torcida tricolor estava protegida por uma rede. Com os rostos cobertos por camisas, os são-paulinos responderam com pedradas. Uma faixa da equipe argentina foi arrancada do lugar pelos tricolores.

SEGUNDO TEMPO

Quem esperava a pressão dos argentinos, com um a mais, viu um São Paulo valente e maduro sob comando de Arboleda atrás e Nenê à frente. O meia quase fez um golaço, mas seu chute explodiu no travessão. O Rosário, que teve Carrizo expulso na reta final, só assustou numa cabeçada de Marco Rúben, defendida por Sidão.

publicidade
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
© 2013 - AgoraNews.com.br - Todos os Direitos Reservados

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme legislação vigente.
Desenvolvido por:
Ribero Design
(67) 9979-5354