27 de Setembro de 2020 -
 
17/08/2020 - 16h15
Homem diz que 'precisou quase morrer' para acreditar na covid-19
Ele promoveu durante a pandemia uma arrecadação de alimentos na cidade e acabou sendo infectado pelo vírus
Por Rayani Santa Cruz
Topmidianews/Agoranews

Uma boa ação quase custou a vida de Tiago Silso Neves, de 39 anos, morador de Várzea Paulista (SP).  Ele que é ex-gestor de esportes do município, contou ao G1 que promoveu durante a pandemia uma arrecadação de alimentos na cidade, para doar a famílias necessitadas.

Ele foi batendo de casa em casa que, entre um grupo de 15 pessoas, ele foi o único a ser infectado pelo vírus, que quase o tirou a vida. Após o diagnóstico, Tiago ficou 11 dias internado na UTI."Eu não acreditava. Achava que era muito mais política do que realidade. Quando eu peguei, achei que fosse morrer", afirmou.

Saudável, não fumante e praticante de esportes, Tiago contou que, além de não acreditar no agravante da doença, jamais imaginou que seria infectado.

Os sintomas começaram a aparecer através de uma forte dor de cabeça, acompanhada de febre e diarreia. Tiago contou que foi a um hospital de Várzea Paulista e foi informado que seria somente uma gripe comum.

Ao retornar para casa e com o passar dos dias, os sintomas começaram a piorar. Com bastante falta de ar e tosse forte, decidiu ir novamente ao hospital, mas dessa vez em Jundiaí (SP).'

Pedi para Deus me tirar dali'


Os dias dentro da UTI foram os mais difíceis, segundo contou Tiago, que viu três pacientes perdendo a vida para o coronavírus, deixando família e amigos.

"Eu vi três mortes la dentro. Um deles, um dia antes a família estava em chamada de vídeo pedindo para o rapaz voltar pois estavam todos o esperando. No dia seguinte ele partiu para o descanso. Chorei muito e pedia muito a Deus para me tirar logo dali para que eu pudesse conscientizar as pessoas dessa doença que eu não acreditava".

O ex-gestor de esportes disse que 90% dos amigos não acreditavam na doença, assim como ele. Agora, depois de quase perder a vida para o vírus, ele conta como tudo mudou "Precisei quase morrer para acreditar, infelizmente. Só depois que passei por tudo isso que acreditaram que é real [o vírus]".

publicidade
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
© 2013 - AgoraNews.com.br - Todos os Direitos Reservados

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme legislação vigente.