11 de Abril de 2021 -
 
01/04/2021 - 13h30
Secretária de Educação ignora mortes pela covid e faz confraternização de Páscoa
Mesmo com comércio fechado, lojas correndo risco de falência e UTIs lotadas, Ana Paula Fernandes ignorou decreto assinado pelo prefeito
Redação DI
Douradosinforma/Agoranews
Servidores da Secretaria de Educação posam para foto em
confraternização de Páscoa; pelo menos 85 pessoas
aglomeradas (Reprodução/Facebook)

A secretária de Educação de Dourados Ana Paula Benitez Fernandes ignorou o pior momento da pandemia da covid-19 e reuniu servidores da pasta em uma confraternização para comemorar a Páscoa, com direito a coelhinho e entrega de “lembrancinhas”.

Mesmo com o comércio fechado e a cidade submetida a dezenas de medidas para forçar as pessoas a se isolarem e frear a contaminação pelo coronavírus, a equipe da Semed comemorou a Páscoa, o que muitos douradenses não poderão fazer.

Apesar de a assessoria de imprensa da prefeitura alegar que a comemoração foi através de drive-thru “com distanciamento respeitado”, na página da Semed no Facebook tem imagem de pelo menos 85 pessoas reunidas para a foto oficial. Todas estavam próximas, uma ao lado da outra, sem o distanciamento mínimo exigido no decreto assinado pelo chefe de Ana Paula, o prefeito Alan Guedes (PP).

Ainda segundo nota da assessoria de imprensa da prefeitura, a comemoração foi “apenas para os funcionários”, com distanciamento respeitado. “A celebração está permitida. O que não pode é aglomeração”, diz a assessoria.

De fato, outras fotos postadas no Facebook mostram as pessoas formando uma roda no gramado em frente à sede da Semed (Na Rua Coronel Ponciano), enquanto o “Coelhinho da Páscoa” entrega uma caixa com presente a cada um dos servidores.

Mesmo que a alegação oficial de que o evento foi “legal”, sobram críticas à comemoração feita pela secretária enquanto milhares de douradenses estão sendo submetidos a regras duras para tentar frear a doença.

Nesta semana, temendo a falência de seus negócios e mais trabalhadores na fila do desemprego, comerciantes foram às ruas para protestar contra o fechamento das lojas do centro, dos bairros e do comércio noturno. Desesperados, até em frente à casa do prefeito eles estiveram, na esperança de convencer o chefe do Executivo a revogar as medidas.

No fim de semana, até juiz do trabalho foi autuado pela Polícia Militar porque estava em festa clandestina com outras 17 pessoas, sem contar as prisões quase diárias de moradores flagrados se confraternizando nos bairros.

Genocídio

Segundo o boletim divulgado nesta quinta-feira (1º), com mais uma morte nas últimas 24 horas, Dourados chegou a 323 vítimas da covid em um ano de pandemia. Os casos positivos continuam aumentando. Foram 184 novos nas últimas 24, elevando para 24.250 o total de douradenses já infectados pelo coronavírus.

Mais grave ainda que os casos positivos é a superlotação dos leitos hospitalares. Dourados tem hoje número recorde de pessoas hospitalizadas por causa da doença. São 138 pacientes internados – 73 em leitos clínicos e 65 em leitos de UTI.

Há quase duas semanas o município está com taxa de ocupação de 100% dos leitos de UTI covid. Na prática, isso significa que só surgem vagas de terapia intensiva para pacientes graves quando alguém morre.

No cenário nacional, a situação é ainda mais aterrorizante. Ontem, o Brasil quebrou novo recorde de mortes diárias pela covid. Foram 3.869 vidas perdidas para o vírus entre terça e quarta-feira e o país já superou 322 mil óbitos em 12 meses de pandemia.

publicidade
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
© 2013 - AgoraNews.com.br - Todos os Direitos Reservados

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme legislação vigente.