19 de Julho de 2018 -
 
13/04/2018 - 07h12
Em ato público, Simted Nova Andradina entrega reivindicações à coordenaria regional de educação
Edson Granato e administrativos foram recebidos pela coordenadora Silvia dos Santos que encaminhou documentos a SED
Redação
Nova News/Agora News
Presidente do Simted entregou documento à
coordenadora - Foto: Divulgação

No terceiro dia de greve, o presidente do Simted, Edson Granato e administrativos das cidades de Nova Andradina e Anaurilândia realizaram um ato público na Coordenadoria Regional de Educação, órgão que representa o Governo do Estado na região.

Logo pela manhã, os administrativos se reuniram na sede do sindicato para organizarem o movimento. Por volta das 9h30, saíram a pé com destino a coordenadoria. No local, o grupo estendeu uma faixa com um resumo da pauta de reivindicações da categoria e foi recebido pela coordenadora regional, Silvia Maria dos Santos.

Falando em nome dos trabalhadores em educação, Granato disse que o movimento é pela a reformulação do plano de cargos e carreiras dos administrativos da educação, incorporação do abono de R$ 200,00 aos salários a partir deste ano e a realização de concurso público para suprir a defasagem de 50% no quadro de pessoal.

“Viemos pedir o apoio da coordenadoria na intermediação das negociações. Todos os prazos estouraram e o governo do estado não cumpriu o que se comprometeu a fazer, que é valorizar a categoria”, destacou Granato.

Ao receber os trabalhadores, a coordenadora Silvia Maria dos Santos confirmou que encaminharia ainda nessa quinta-feira o documento à Secretaria Estadual de educação. "A gente espera que a situação seja resolvida o mais breve possível para evitar problemas a todos, principalmente, prejuízo aos nossos alunos. A gente entende que a reivindicação é justa, mas espera uma resolução rápida e que a educação saia fortalecida com isso, mantendo sua qualidade", afirmou.

Ao ser questionada sobre a situação nas escolas, a coordenadora admitiu que os administrativos são imprescindíveis dentro das unidades escolares estão fazendo muita falta na limpeza, na merenda. "Vai ficando sem fazer, vamos aguardando e na medida do possível está tocando as aulas dentro da normalidade, mas com dificuldade. O governo já abriu o diálogo e esperamos que até segunda-feira a proposta seja aceita e esteja tudo resolvido".

Ao final do ato, o presidente Edson Granato ressaltou que o momento é de união. "É importante a adesão de todos os administrativos para demonstrar a força dos trabalhadores. Vamos continuar unidos e aguardando que as negociações evoluam. Enquanto isso, a greve continua", informou, convocando todos para uma avaliação do movimento no período da tarde dessa quinta-feira.

publicidade
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
© 2013 - AgoraNews.com.br - Todos os Direitos Reservados

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme legislação vigente.
Desenvolvido por:
Ribero Design
(67) 9979-5354