26 de Fevereiro de 2024 -
 
31/01/2024 - 18h33
Coxim: Após protesto de passageiros, empresa realiza recarga de gás em ar-condicionado de ônibus
A expectativa é que, em Campo Grande, ocorra a troca do veículo
Redação
Idest/Agoranews
Recarga de gas do ar-condiocionado do ônibus - 
Foto: Fabrícia Monteiro Mendes

Após protestos e recusa dos passageiros em prosseguir viagem em um ônibus da Viação Motta, a empresa tomou providências para amenizar a situação precária enfrentada pelos ocupantes. O veículo, que realiza a rota entre Cuiabá (MT) e Londrina (PR), enfrentou problemas desde o início da jornada, com o ar-condicionado danificado e a falta de água agravando o desconforto dos passageiros.

A leitora Fabricia Monteiro Mendes, que embarcou em Sonora, relatou ao site Idest que o problema com o ar-condicionado iniciou em Cuiabá.

Ao longo da viagem, os passageiros suportaram as condições adversas, culminando em uma parada forçada de aproximadamente duas horas em Coxim, quando se recusaram a continuar sob tais circunstâncias.

Todos os assentos do ônibus estavam ocupados, e mesmo após o motorista relatar a situação à empresa e solicitar a troca do veículo em Rondonópolis (MT), a Viação Motta não atendeu ao pedido. A proposta de continuar até Campo Grande nas mesmas condições inadequadas gerou indignação entre os passageiros.

A Viação Motta, procurada pela equipe de reportagem do Idest, ainda não forneceu um posicionamento oficial até o momento desta publicação. O espaço permanece aberto para qualquer manifestação ou esclarecimento por parte da empresa a respeito do ocorrido.

Diante da insatisfação dos passageiros, a empresa providenciou a recarga de gás no sistema de ar-condicionado, visando permitir a continuação da viagem até Campo Grande. A expectativa é que, na capital sul-mato-grossense, ocorra a troca do veículo, proporcionando aos passageiros uma viagem mais segura e confortável.

publicidade
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
© 2013 - AgoraNews.com.br - Todos os Direitos Reservados

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme legislação vigente.