26 de Fevereiro de 2024 -
 
29/01/2024 - 08h45
Agendamento para novo RG reabre em MS nesta segunda-feira e já tem datas esgotadas
A emissão do novo RG começou no dia 11 de janeiro e até agora, mais de 7,8 mil pessoas já fizeram o cadastro
Por: Geisy Garnes
Primeirapagina/Agoranews
Novo RG é gratuito até 2032 (Foto: Geisy Garnes)

Reabriu, nesta segunda-feira (29), o agendamento para a emissão da nova versão da Carteira de Identidade em Mato Grosso do Sul. As vagas disponíveis, cerca de mil em todo o estado, serão divididas ao longo de fevereiro. Em pouco tempo, vária datas – as iniciais- foram esgotadas.

Em Mato Grosso do Sul o RG só é feito por agendamento. As datas são abertas mensalmente. Segundo Márcio Paroba, diretor do Instituto de Identificação Gonçalo Pereira, o sistema funciona assim para evitar demanda reprimida.

Para agendar atendimento no Instituto de Identificação, clique aqui: http://servicos.sejusp.ms.gov.br/

Por mês, são liberadas cerca de mil vagas no estado e para suportar a demanda, que aumentou consideravelmente com o novo RG, as equipes de atendimento foram reforçadas.

Apesar disso, a população tem até 2032 para atualizar o documento. Até lá, a primeira emissão do novo modelo em papel-moeda é gratuito, benefício garantido por lei federal.

Nesse primeiro ano, a impressão do RG em Mato Grosso do Sul é feita apenas no papel-moeda, mas isso deve mudar nos próximos anos. Isso, porque há previsão de uma licitação tanto para a compra de novos equipamento – que devem ajudar a aumentar o número de atendimentos mensais – como de cartões para uma segunda versão do documento. Essa, no entanto, será paga.

A emissão do novo RG começou no dia 11 de janeiro e até agora, mais de 7,8 mil pessoas já fizeram o cadastro. Desse número, no entanto, 600 tiveram problemas no CPF e por isso, não tiveram o documento aceito.

Isso ocorre porque, agora, o RG só é emitido depois da troca de informações com bases nacionais; caso o cidadão tenha alguma irregularidade no CPF, por exemplo, o cadastro é negado.

Por isso a recomendação é para que antes de agendar a ida a qualquer posto de identificação do estado, a pessoa consulte o próprio CPF.

Quem já teve o RG negado só vai descobrir isso no dia em que for buscar o documento – 25 dias após o pedido de emissão -, já que não há divulgação de nomes antes disso.

publicidade
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
© 2013 - AgoraNews.com.br - Todos os Direitos Reservados

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme legislação vigente.