02 de Dezembro de 2023 -
 
31/10/2023 - 20h47
Conab: culturas agrícolas sofrem com atrasos no plantio frente à safra anterior
O plantio da safra brasileira de soja 2023/24 atingia 40% da área estimada no País no último sábado (28), informou a Conab
Redação
Por Canal Rural/Agoranews

Um novo levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) lançado nesta terça-feira (31) apontou o progresso da semeadura das principais culturas agrícolas produzidas no Brasil.

O plantio da safra brasileira de soja 2023/24 atingia 40% da área estimada no País no último sábado (28), informou a Conab, em levantamento semanal de progresso de safra. 

O desempenho corresponde a um avanço de 11,6 pontos percentuais ante uma semana atrás. Há atraso, contudo, de 7,6 pontos percentuais em relação a igual período do ano passado, quando 47,6% da área estava semeada.

Mato Grosso, São Paulo e Paraná estão à frente nos trabalhos de campo, com 70,9% e 58%, respectivamente, da área cultivada, enquanto o Estado do Piauí ainda não iniciou a semeadura.

Já o plantio de milho verão do ciclo 2023/24 alcançava 37,2% da área estimada para o Brasil até o sábado (28), segundo a Conab, 2,6 pontos percentuais atrás do reportado no período equivalente da temporada anterior. 

Os trabalhos avançaram 4,2 pontos porcentuais ante a última semana. A implantação das lavouras acelerou na região Sul, alcançando 91% da área no Paraná, 81% em Santa Catarina e 79% no Rio Grande do Sul.

A Conab informou, ainda, que o plantio das lavouras de feijão da safra 2023/24 alcançou 25,1%, avanço de 6,5 pontos percentuais na semana, mas 7 pontos percentuais atrás no mesmo período do ano passado. São Paulo concluiu o plantio do grão, enquanto no Paraná 79% das lavouras foram implantadas.

A semeadura das lavouras de arroz 2023/24 está 0,7 ponto porcentual atrasada na comparação entre as safras, alcançando 52,3% da área prevista no País no último sábado, avanço de 11,2 pontos porcentuais em uma semana. Os trabalhos de campo estão mais avançados em Santa Catarina, com 83% da área cultivada.

Quanto a colheita, o trigo do ciclo 2023 avançou 7,8 pontos porcentuais ante a semana anterior, para 67% da área prevista. No período equivalente de 2022, o Brasil havia colhido 40% cereal. No Rio Grande do Sul, maior produtor nacional, 46% das lavouras já foram colhidas. Já o Paraná alcançou 84% do cereal retirado do campo.

publicidade
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
© 2013 - AgoraNews.com.br - Todos os Direitos Reservados

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme legislação vigente.